Ourém é um dos mais antigos municípios do nordeste do Pará, fundado em 1727 e emancipado em 29 de maio de 1762. O IBGE estima que a população está perto de 17.800 habitantes distribuídos em 602. 659 km². A cidade sede é conhecida como  “A Pérola do Guamá”, o município de Ourém, localizado no nordeste do Estado, encanta não somente por suas belezas naturais, matas virgens e igarapés de água cristalina, como também pela simplicidade e acolhimento dos ouremenses. O pequeno povoado, fundado por famílias açorianas no século XVIII, é hoje um município com grande potencial turístico, mas ainda inexplorado.

Logo na chegada, o visitante tem uma prévia do que encontrará: a divisa com Capitão-Poço - a ponte sobre o Rio Guamá - é o marco inicial da cidade e também parada obrigatória para que o visitante se delicie com um bom banho de rio. Aliás, o que não faltam são opções para banhos, já que a cidade também possui o título de “paraíso dos igarapés”. Além do Rio Guamá, que fica na parte central, existem mais de 12 igarapés, todos com água cristalina filtrada pela jazida de seixo existente em Ourém, a maior do Pará.

No balneário das Pedrinhas está o igarapé Cafeteua, onde é possível fazer trilhas, andar a cavalo e passear de charrete. Outros balneários, como o da Tia Loura e outros igarapés que são também boas opções de divertimento, Ourém tem o ar calmo das cidades do interior: casas simples, ruas estreitas, clima tranquilo e convidativo para um passeio pela praça Magalhães Barata. Á orla da cidade, à margem do rio Guamá, é um dos cartões-postais de Ourém.

A grande atração da cidade é o Festival da Canção Ouremense, que acontece no penúltimo final de semana do mês de julho, na concha acústica do Complexo Cultural e Turístico de Ourém, às margens do rio Guamá, construída especificamente para esse fim. O festival acontece desde 1983, e reúne os maiores compositores, músicos e intérpretes da música paraenses. Começou com a iniciativa de um grupo de jovens do município, e atrai artistas de todo país. Durante os três dias de competição, realizada na concha acústica, a cidade recebe cerca de 10 mil visitantes.

A concha foi construída em 2002 e se transforma em palco, durante o ano todo, para as diferentes manifestações regionais, como bois-bumbás e Cordões de pássaros.

Marca forte do povo ouremense é a religiosidade. A igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, construída em 1939 no estilo gótico, é palco de duas grandes festividades anuais: a festa da padroeira e a de São Benedito. O Círio de Nossa Senhora de Nazaré acontece sempre no terceiro domingo de agosto, com saída da capelinha, o ponto mais alto da cidade, percorrendo as principais ruas até chegar à matriz. As homenagens a São Benedito são feitas no dia 24 de dezembro e reúnem visitantes dos municípios vizinhos.

OURÉM FAZ ANIVERSARIO NO DIA 29 DE MAIO

Vamos celebrar em maio mais um aniversário da nossa terra querida relembrando o passado, dialogando sobre o presente e realizando planos para um futuro cada vez melhor.
Ao mesmo tempo em que apresentamos a logomarca oficial do 259º aniversário de emancipação política de Ourém, convidamos a população para acompanhar o evento que será realizado de forma remota em respeito aos cuidados de saúde no combate a pandemia.

Parabens Ourem.